home Alergias, Notícias Conheça a imunoterapia e a dessensibilização alimentar

Conheça a imunoterapia e a dessensibilização alimentar

Conheça a imunoterapia e a dessensibilização alimentar – Sabemos que as alergias não tem cura. A boa notícia é que existem tratamentos que podem deixar a rotina dos alérgicos mais confortável e amenizar os sintomas. Enquanto a principal indicação é evitar o contato com a substância alérgena algumas opções de tratamento apresentam a ideia contrária. É o caso da imunoterapia e da dessensibilização alimentar, que reduzem os riscos de reações graves.

Imunoterapia

A imunoterapia é um dos métodos mais conhecidos e eficazes principalmente no tratamento de alergias respiratórias ou picadas de inseto. Essa técnica é conhecida também como vacina para alergia, pois consiste em aplicar através de vacinas uma dose leves e crescentes do alérgeno a qual o paciente é sensível durante um período, acompanhando a evolução até que não haja mais reação ao alérgeno.

Segundo a Asbai (Associação Brasileira de Alergia e Imunologia) o objetivo deste tratamento é impedir reações alérgicas graves. Entre elas a anafilaxia e também as inflamações causadas por reações alérgicas de longa evolução. Deve-se mencionar também a rinite alérgica e da asma brônquica. Para a associação a imunoterapia é indicada para pessoas com sensibilidade:

  • ao pólen,
  • ácaros,
  • fungos, poeira doméstica e venenos de insetos.

Entretanto não é indicada para casos de alergia por contato ou alimentar. O diagnóstico correto e o acompanhamento médico constante são fundamentais para a eficácia do tratamento, que pode durar até 5 anos.

Dessensibilização alimentar

Uma alternativa para os alérgicos alimentares que ainda é bastante estudada por pesquisadores é a dessensibilização alimentar. Um tratamento que semelhante a imunoterapia, consiste em inserir doses mínimas e crescentes do alérgeno na dieta do paciente com intervalos regulares, até que o organismo se torne tolerante. Esse procedimento é utilizado principalmente em alérgicos ao leite, ao ovo e ao trigo e segundo a Asbai deve ser realizado por um médico especialista e em ambiente hospitalar para possíveis reações graves e em hipótese alguma deve ser feito sem acompanhamento ou em casa.

Este tratamento é indicado para alergias alimentares persistentes, que comprometem o risco de rações no dia-a-dia, já que a maioria das alergias desaparecem a medida que as crianças crescem. A técnica não cura a alergia, e para manter a tolerância ao alérgeno o contato deve ser constate, e não se deve interromper a ingestão do alimento, pois as reações alérgicas podem voltar. Consulte um médico alergista para saber mais detalhes desses tratamentos e saber se algum deles é indicado para o seu caso.

+ Sobre Alergias


Atualizado em 25MAI2022

Fonte: RMA/Iara da Cunha Bernardes

Imagem: Engin Akyurt/Pexels


5 comentários em “Conheça a imunoterapia e a dessensibilização alimentar

  1. Olá onde posso conseguir esse tratamento de Dessensibilização alimentar gratuito, para meu filho que tem 29 anos, e o qual possa ser alérgico ao leite de vaca e seus derivados ou APLV .
    Faz tempo que busco informações para esse tratamento, mas sem condições financeiras de arcar com consultas particulares e outros.
    Por favor quem puder me ajudar, ficarei imensamente grata!

  2. Meu filho caçula é alérgico a leite, milho e mamão. Ele faz 5 anos agora em junho e quero fazer a dessensibilização alimentar. Onde esse tratamento é feito no Rio de Janeiro?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.